7 Erros mais comuns em entrevistas de programação

Evita cometer os erros mais comuns e fica a saber como preparar uma entrevista de emprego em tecnologia.

Sabemos que processos selectivos para vagas de programação podem ser complexos e cansativos. Algumas empresas adoptam várias etapas para garantir que o candidato seja o fit perfeito para a vaga. Nesse post reúno 7 dicas para você se preparar para entrevistas e evitar cometer os erros mais comuns.

#1 Não perceber o produto da empresa

Pode parecer óbvio mas acontece. Chegar numa entrevista sem conhecer o business da empresa é algo que pode te eliminar. A nossa profissão é bem mais do que só escrever código, é sobre resolver problemas.

Será que trabalhar resolvendo problemas de um sistema hospitalar é o mesmo que resolver problemas de uma aplicação de streaming de vídeo? Em qual desses dois negócios você se encaixa mais?

Conhecer o produto faz-nos entender como nos podemos vender melhor na hora da entrevista. Citar algum facto, ou hobbie, que pode te aproximar ou mostrar que você já conhece o domínio.

#2 Não perceber a tech stack

Ainda relacionado a entender a empresa, tentar descobrir quais tecnologias a vaga exige. Se a empresa possui algum tech blog ou github pode-nos ajudar a decidir se faz sentido aplicar para a vaga e evitar uma entrevista desnecessária.

#3 Não entender como pode ajudar a empresa

Depois de entender as tecnologias da empresa e o business é importante, antes de ir para entrevistas, tentar imaginar como o nosso trabalho pode impactá-la.

Já trabalhou em um business parecido? O seu conhecimento em REST APIs vai ajudar a empresa a criar um produto novo para parceiros? Chegar na entrevista com qualquer posicionamento mostra para os recrutadores seu interesse e que seu valor vai muito além de escrever código.

#4 Não lembrar de uma conquista e um fracasso da sua carreira

Uma pergunta muito comum durante entrevistas de comportamento é "Consegue me dizer uma conquista e um fracasso da sua carreira e como conseguiu superar esse fracasso?".

Por quê não já chegar nas entrevistas com essa resposta? O importante é ser sincero e mostrar como você lida com o aprendizagem principalmente em situações ruins.

#5 Não ter uma pretensão salarial

Em Portugal os ranges salariais das vagas de emprego não são tão divulgados como poderia. É comum que os recrutadores perguntem qual a sua pretensão. Então ter uma ideia pronta do quanto você quer ganhar evita que participemos de um processo que no fim de uma exaustiva maratona, tenhamos uma oferta ruim.

#6 Não ter uma projecção de carreira

Como nem tudo é sobre dinheiro, entender onde você se vê nos próximos anos da sua carreira pode mostrar para empresa se você é a pessoa certa para vaga. Além de deixar claro o que você quer.

#7 Não deixar o ambiente de desenvolvimento pronto

Essa dica é especificamente para entrevistas que incluem pair programming ou tech challenges on call. Parece estúpido mas muitas pessoas não preparam seus ambientes antes da entrevista.

Perceber se vai usar vscode ou IDE, se vai programar em Go ou Javascript, se vai usar docker ou não para correr o programa... Essas decisões você pode tomar antes, até porque seu tempo de entrevista pode ser limitado.

Conclusão

Essas foram algumas dicas para se preparar para entrevistas. Sabemos que cada empresa possui processos diferentes e algumas investem em tech challenges para fazer em casa. Nesse caso deixo uma recomendação de vídeos no meu canal de YouTube onde apresento problemas e soluções usando PHP, Go, NodeJS/React...

https://www.youtube.com/watch?v=yNrY2ax1OCo&list=PLzehOqhpwpxh2iUcEkWaIijVRhbeiakrL

Partilhar este artigo

Faz a review da tua empresa

Partilha como é o teu (ex) empregador. É anónimo e leva 3 minutos!