Salário Bruto vs Salário Líquido - O que precisas de saber antes de o negociar.

Neste artigo queremos ajudar-te a perceber quais as diferenças entre salário bruto e líquido, e como deves negociar o teu salário.

Sabes qual é a diferença entre o teu salário bruto e o líquido?

Neste artigo queremos ajudar-te a perceber quais as diferenças entre salário bruto e líquido, e como deves negociar o teu salário (valor mensal ou anual? O que responder quando te perguntam se és casado ou tens descendentes?) de forma a que, na altura de receber o primeiro salário, este corresponda ao que negociaste antes de assinar o contrato.

Primeiro, comecemos por definir o que é salário bruto e o que é salário líquido.

Salário Bruto

O valor total que aparece no recibo de vencimento, que conta para subsídios de férias e de Natal, eventuais baixas, reforma, IRS, etc.

O salário bruto não inclui subsídio de refeição, porque este não é legalmente obrigatório já que não consta no Código de Trabalho.

Ainda assim, caso a tua entidade empregadora te pague o mesmo (que é a norma), apenas o faz a 11 meses. Isto quer dizer que quando receberes subsídio de férias ou de Natal não irás receber subsídio de refeição relativo a esses subsídios. O mesmo se passa quando fores de férias, como exemplo se tirares 22 dias de férias seguidos, nesse mês não recebes subsídio de refeição de todo.

O salário bruto é o que é considerado para cálculo dos subsídios de férias e de Natal.

Salário Líquido

Isto é aquilo que no fundo tu queres saber, quanto é que te cai na conta ao final do mês.

Vou usar o simulador de salário de 2022 do Dr. Finanças para me ajudar, imagina o seguinte exemplo:

  • Salário bruto: 1.500€
  • Subsídio de refeição: 7,63€ diários
  • Vencimento líquido: 1.077,00€
  • Vencimento líquido + subsídio de refeição: 1.244,86€

Podes também simular o valor do salário mensal com duodécimos, caso seja o teu caso, utilizando a opção "Recebe subsídio(s) em duodécimos?".

Assumindo que recebes os dois subsídios por inteiro em duodécimos e com os mesmos valores acima:

  • Vencimento líquido: 1.425,36€

Ou seja, neste caso irás receber 1.425,36€ todos os meses, ao contrário do primeiro exemplo onde receberias 1.244,86€, e os subsídios de férias e de Natal seriam pagos na sua respetiva altura.

Negociar salário bruto vs líquido

Existem sempre exceções à regra, mas aconselho que tentes negociar sempre o teu salário bruto anual ao invés do líquido.

Ao negociares o teu salário bruto anual, estás a marcar uma posição e a defender-te.

Mesmo que ganhes digamos 2.000€ líquidos mensais, se declaras apenas o salário mínimo (ou seja, tens um bruto muito baixo), caso tenhas um azar de saúde que te obrigue a parar de trabalhar durante uns meses, irás receber baixa médica da Segurança Social (que é uma percentagem que incide sobre o teu salário bruto) sobre um valor super baixo. O mesmo se aplica a reformas, IRS, e por aí adiante.

Negociar salário mensal vs anual

Referi acima salário bruto anual e não apenas salário bruto, e passo a explicar porquê, vou dar como exemplo o valor acima indicado para salário bruto de 1.500€.

Já me aconteceu eu dizer numa entrevista de trabalho "estou à espera de receber 1.500€ brutos mensais", e o entrevistador perguntar-me "mas isso é a 12 ou 14 meses?". Ou seja, no fundo, a perguntar-me de uma forma pouco (ou nada) ingénua se o que quero receber são 18.000€ ou 21.000€ brutos anuais.

No meio de uma entrevista e com os nervos, provavelmente vacilamos caso não estejamos preparados. Ao falares de salário bruto anual, estás a falar de quanto é que queres receber brutos ao ano, não tem como enganar.

E não, este valor nunca incluí o subsídio de refeição, esse é sempre à parte.

Tal como indiquei acima, se caíres no erro de aceitar um valor bruto mais baixo e receberes outros valores em ajudas de custo ou os famosos quilómetros, prepara-te para receberes menos quando fores de férias, porque os teu subsídio de férias e de Natal irão ser proporcionalmente mais baixos, nomeadamente, tanto quanto for o teu salário bruto mensal.

E a minha parte favorita ainda vem aí.

Quando na negociação do salário te perguntam…

... se tens filhos, o teu estado civil ou se és portador de alguma incapacidade.

Em primeiro lugar, as empresas não têm rigorosamente nada a ver com isso, pelo menos até ao momento em que fores contratado, e aí sim tiverem de passar essas informações à contabilidade para que o teu salário seja processado.

Indiquei três casos acima onde isto pode acontecer, mas vou usar o da incapacidade como exemplo para teres noção do quão podes ser prejudicado.

Negociar valores brutos anuais

Vamos imaginar que queres ganhar 1000€ líquidos (mais subsídio de refeição, mais uma vez, isto nunca está incluído no salário base), terás de pedir um salário de 19.236€ brutos anuais.

Dividindo por 14 meses (12 meses mais subsídio de férias e de Natal) dá 1.374€ brutos mensais.

  • Salário bruto: 1.374€
  • Subsídio de refeição: 7,63€ diários X 22 dias = 167.86€
  • Vencimento líquido: €1.000,86
  • Vencimento líquido + subsídio de refeição: 1.168,72€

Se negociares um salário de 19.236€ brutos anuais e a empresa aceitar, tudo ótimo.

Mas imagina que tens uma incapacidade superior a 60%, que é menos tributada em termos de IRS (podes consultar no mesmo simulador selecionando a opção "Tem uma incapacidade superior a 60%?").

  • Vencimento líquido: 1.374,72€

Sim, são 206€ líquidos que descontas a menos e que entram para a tua conta ao final do mês. A empresa não paga nada a mais por isso, simplesmente descontas menos para o IRS.

Tal como indiquei acima, o mesmo poderá aplicar-se por exemplo a quem tem dependentes ou está casado e/ou vive em união de facto. Os valores provavelmente serão diferentes e tudo isto é sujeito a variação futura, mas ao dia de hoje, é assim que funciona.

Negociar valores líquidos

Como deves imaginar isto é o que não deves fazer, já deves ter percebido para onde vai esta secção.

Imagina que queres ganhar os mesmos 1000€ líquidos e que uma empresa te faz uma daquelas perguntas habilidosas que indiquei acima. Vamos dizer que te perguntam se tens alguma incapacidade e tu dizes que sim. Imagina que eles têm má intenção, ou que até nem tendo má intenção, percebem que se podem aproveitar da situação, e atiram o barro à parede a ver se cola.

  • Salário bruto: 1.124€
  • Subsídio de refeição: 7,63€ diários
  • Vencimento líquido: 1.000,36€
  • Vencimento líquido + subsídio de refeição: 1.168,22€

Eles pagaram-te exatamente aquilo que pediste líquido (mais o subsídio de refeição), e vais receber menos 212,5€ líquidos (1.374,72€ - 1.168,22€) do que se tivesses tido mais cuidado na negociação. Ou seja no fundo, a empresa é que fica a ganhar com o que deveria ser um benefício teu.

Calcular o salário bruto anual tendo em conta o salário líquido mensal

É manifestamente difícil dares um valor à tua experiência de trabalho, não só porque estás a fazer uma autoavaliação, mas também porque o mercado está em constante mudança. Como tal, o que hoje é um bom ordenado, daqui a um ano pode já não o ser, pelo que se consultares a calculadora de salários do Teamlyzer irás perceber qual o estado atual do mercado, e desta forma conseguirás negociar um salário mais justo.

Apenas como exemplo, vamos imaginar que queres receber 2.000€ líquidos mensais mais subsídio de refeição.

Utiliza novamente o simulador de salário de 2022 do Dr. Finanças, e na parte do subsídio de refeição, escolhes "Não Tenho", para que consigas verificar o valor líquido total sem este subsídio enquanto utilizas o simulador.

Ajusta o valor do "Vencimento Base" até veres que o "Vencimento líquido" (mais abaixo a verde) está no valor que queres receber mensalmente. Neste caso, com 3.312€ brutos receberias 2.000.68€ líquidos, mais subsídio de refeição.

Ou seja, sabendo que para receber o que queres líquido tens de ganhar 3.312€ brutos mensais, multiplicas esse valor por 14 (12 meses mais os meses do subsídio de férias e o de Natal) e obténs um total de 46.368€ brutos anuais.

Voltas à parte do subsídio de refeição e escolhes como recebes o mesmo, e depois colocas o valor em questão, eu vou deixar o valor por defeito de 7.63€ diários.

A não ser que tenhas algum outro rendimento extra (também há campos específicos para isso no simulador), o que ganharias mensalmente seriam 2.168,54€ líquidos, que incluem o salário líquido e o subsídio de refeição.

Podes também fazer a conta ao contrário para ter a certeza que a mesma bate certo, divide 46.368€ (valor bruto anual) pelos mesmos 14 meses e ficas com um valor bruto mensal de 3.312€.

Faz refresh à página do simulador ou abre uma nova tab com o mesmo (para teres todos os valores por defeito) e coloca esses 3.312€ no campo do "Vencimento Base".

Verifica o "vencimento líquido" para constatares que as contas batem certo e agora sim, tens as "armas" necessárias para uma negociação favorável!

Conclusão

Sempre que possível negociar valores brutos anuais. Eu sei que por vezes não é fácil e numas áreas é mais complicado do que noutras, mas é o mais correto a fazer, por ti e pelas pessoas à tua volta, por um mercado mais justo e competitivo para todos.

E já que falamos de um mercado mais transparente para todos, o Teamlyzer lançou recentemente um Job Board, que obriga as empresas a anunciar a faixa salarial para a vaga que estão a anunciar, aconselho-te vivamente a consultares o mesmo, de forma a garantires que a vaga para a qual te estás a candidatar contempla o salário que procuras.

Caso nunca tenhas negociado valores brutos anuais, acredita que pode ser complicado inicialmente.. Mas por precaução, vai a entrevistas já com os valores em mente, tanto mais acima como mais abaixo daquilo que pretendes. Já dizia o ditado, "mais vale mais prevenir do remediar".

Quanto mais pessoas negociarem o seu salário de forma correta e justa, melhor para todos.

Mário Pereira

Partilhar este artigo

Faz a review da tua empresa

Partilha como é o teu (ex) empregador. É anónimo e leva 3 minutos!