Home office, o que significa e como criar o teu?

Quando se trabalha de forma remota, é fundamental ter um espaço dedicado ao trabalho em casa, o chamado home office.

Quando se fala em trabalho remoto, todos temos uma ideia vagamente romântica de trabalhar a partir de um lugar inesperado - seja um bar de praia ou um café algures pelo mundo.

A verdade é que a maioria dos profissionais de tecnologia que trabalham remotamente fá-lo a partir de casa. Ainda assim, trabalhar sentado na cama ou no sofá, com o computador portátil ao colo, não é opção. Problemas de saúde e falta de produtividade vão dar sinal.

É fundamental ter um espaço dedicado ao trabalho em casa, o denominado home office.

Home Office: O que significa?

De uma forma muito resumida, home office significa o espaço em tua casa onde te dedicas a trabalhar: o teu escritório em casa.

Mas é mais do que um local onde usas o teu computador. O objetivo deste artigo é ajudar-te a criar um bom home office, para que possas aperfeiçoar o teu espaço de trabalho e possas usufruir de conforto e uma boa performance durante o trabalho remoto.

O primeiro passo é definir um espaço exclusivo para o teu home office.

Na melhor das hipóteses será uma divisão da tua casa, mas a maioria de nós tem disponível apenas um cantinho onde cabem uma secretária e uma cadeira. O importante é que seja uma área que te dê alguma privacidade e sossego.

O segundo passo é adquirir o material e o mobiliário de que necessitas para trabalhar.

É óbvio que tens de ter uma internet estável – essa é a base de todo o trabalho remoto, mas a qualidade do material com que trabalhas vai fazer a diferença. Para tal, tens de definir o teu orçamento e fazer escolhas adequadas. Nem sempre o mais caro é o melhor e há boas opções no mercado a preços aceitáveis.

Como criar o teu home office.

Mobiliário - a importância da ergonomia:

Qualquer profissional de tecnologia passa longas horas sentado ao computador, logo é importante que o mobiliário com que trabalha minimize o desconforto de estar nesta posição. A isso se dá o nome de ergonomia.

De acordo com a Infopédia, a ergonomia é ciência que estuda "as características laborais, de forma a adequar o local de trabalho e o equipamento ao trabalhador, gerando mais conforto, segurança, eficiência e produtividade”.

A verdade é que há diversos problemas de saúde que podem surgir por se trabalhar na posição errada ou com mobiliário desadequado, desde as comuns dores musculares, nas costas ou de cabeça, até tendinites, problemas na visão, ansiedade, ou distúrbios osteomusculares relacionados com o trabalho (DORT).

Por isso, a ergonomia do mobiliário que comprares para o teu home office, é extremamente importante, nomeadamente cadeiras reguláveis, a secretária e a disposição correta do monitor e do teclado. A boa postura depende também da forma como os mesmos estão posicionados - podes verificar como neste esquema da Microsoft.

Cadeira ergonómica:

Já pensaste nas horas que passas sentado a trabalhar?

Uma cadeira ergonómica será, pois, um dos itens mais importantes do teu home office, logo, deve ser escolhida a dedo e, de preferência, numa loja física, para que possas experimentá-la, nem que seja apenas por alguns minutos, e ver se se adapta a ti.

Ao escolheres a tua cadeira, a estética é o fator menos importante.

O que deves considerar é a qualidade dos materiais, o conforto e os mecanismos de regulação – são estes que farão com que a cadeira seja ergonómica. Os principais são:

  • Regulação em altura;
  • Inclinação do encosto;
  • Apoio lombar;
  • Regulação dos braços.

Existem ainda outras opções que ajudam a adaptar ainda mais a cadeira ao gosto de quem a usa, como o mecanismo de inclinação, os rodízios, o movimento dos braços em várias direções, o apoio de cabeça e o ajuste em profundidade – ideal para pessoas altas.

Portanto, como vês, as variantes são muitas e isso reflete-se também nos preços, que vão desde valores a rondar os 70€ até aos 1.000€.

Na Staples, por exemplo, encontras bastante variedade, com a vantagem de ter lojas por todo o país, onde poderás ver e experimentar a cadeira.

Se preferires comprar online, tens a opção da loja especializada Ofichairs, que agrega diversos fabricantes e tem, por isso, um leque de cadeiras bastante diversificado.

Secretária/ Mesa de trabalho:

Na escolha de uma secretária também tens de ter em conta algumas características importantes, que vão além das medidas adequadas ao espaço disponível.

Um dos fatores é saberes se vais utilizar um computador portátil ou desktop, para saberes qual o espaço que vai ocupar na mesa. Há, inclusive, secretárias que têm um espaço específico para colocar a torre, outras com uma prateleira mais alta para colocar o monitor ou com uma prateleira mais baixa e deslizante para o teclado.

Também tens de decidir o tipo de tampo, se preferes de canto ou reto, a profundidade e também a altura - porque as tuas coxas não devem estar em contacto com a parte inferior do tampo da secretária e os cotovelos devem formar um ângulo de 90º quando os dedos estão em contacto com o teclado. Por essa razão, existem mesas de trabalho cuja altura é regulável, inclusive para trabalhar de pé. Outras opções são as gavetas ou estantes incorporadas, que te dão alguma arrumação.

No IKEA tens um leque de secretárias e mesas para computador variadíssimo e encontrarás preços bastante em conta. A Beliani também tem boas opções de secretárias, inclusive ajustáveis em altura de forma manual ou eletrónica. Caso a estética também tenha um papel importante no teu home office, a Sklum tem secretárias que se destacam pelo seu design.

Computador: a tua ferramenta de trabalho.

Na escolha do teu computador tens de analisar as suas várias vertentes: processador, memória RAM, armazenamento, placa gráfica, dimensões e, claro, o preço.

Todos sabemos que um computador não é barato, mas é a tua principal ferramenta de trabalho, logo, merece um investimento considerável, pois a sua performance irá interferir diretamente com a tua produtividade.

Desktop ou portátil?

Hoje em dia, a performance de um computador portátil pode ser tão boa como a de um computador de secretária. E além da facilidade de transporte, temos ainda de considerar que já vêm equipados com monitor, webcam, teclado e rato.

Todavia, voltamos a assinalar a importância da ergonomia: o tamanho do monitor, o posicionamento do teclado e do rato não são propriamente ergonómicos e o mais provável será teres de adquirir outros à parte. Tudo depende, mais uma vez, do orçamento e da necessidade que terás da sua portabilidade.

Os computadores de secretária ocupam mais espaço, é certo, mas têm a seu favor a versatilidade, uma vez que dão mais opções de componentes, possibilitando a troca dos mesmos, se assim quiseres, sem grandes problemas.

Relativamente aos locais onde poderás adquirir o teu computador, aconselhamos-te a ires a uma loja especializada em informática, onde encontrarás aconselhamento especializado.

Entre as nossas sugestões, tens a PC Diga, a GlobalData ou a Chiptec.

Monitor:

Já tens uma cadeira ergonómica e confortável, uma mesa adequada e a tua principal ferramenta de trabalho: o teu computador - mas, há outro elemento de grande importância que tens de ter no teu home office: o monitor.

A posição do ecrã do teu computador, para onde olhas durante horas seguidas, tem um grande impacto na tua visão e coluna. É importante que esteja posicionado ao nível dos olhos e a uma distância entre 40cm a 75cm, pois irá prevenir a sensação de vista cansada. Existem suportes para os monitores que permitem colocá-los à altura adequada.

As dimensões do monitor têm de estar de acordo com o espaço que tens disponível para o mesmo, mas, no mínimo, 20 a 25 polegadas. E quanto maior o monitor, maior deve ser também a sua resolução. Atualmente, a maioria dos ecrãs são Full HD, mas os 4K ou Ultra HD são considerados ideais se, por exemplo, trabalhares com desenvolvimento de frontend. Outro aspeto a ter em conta são as entradas dos cabos: HDMI, VGA, DisplayPort ou USB, conforme as tuas necessidades de transmissão de imagem ou conexão a outros aparelhos. E, dependendo do tipo de trabalho que executas, também é importante verificar o tempo de resposta e a taxa de atualização ou refresh rate.

O ideal é que o tempo de resposta seja baixo e a taxa de atualização seja alta – pelo menos 75 Hz – mas quanto maior, melhor!

Se tens espaço disponível e um bom orçamento, podes utilizar dois monitores e maximizar a tua produtividade. Neste caso, o monitor principal deve estar posicionado à tua frente e o segundo ecrã logo ao lado, para que não tenhas de mover o pescoço em demasia.

Para adquirires um bom monitor podes visitar alguma das lojas já mencionadas acima, que são especializadas em equipamentos informáticos.

Rato e teclado ergonómicos:

Voltamos ao tema da ergonomia, porque, de facto, é essencial para o teu bem-estar e saúde. Os ratos e teclados ergonómicos são importantes porque estão estruturados de forma a minimizar o risco de lesões por esforço repetitivo (L.E.R.), nomeadamente a síndrome do túnel cárpico.

Na escolha de um rato ergonómico deves ter em consideração o tamanho da tua mão, assim como se és destro ou esquerdino. Os dedos devem alcançar os botões e a roda sem esforço e a palma da mão deve ficar totalmente apoiada.

Os teclados ergonómicos têm teclas separadas para serem usadas por cada mão e há os que possuem apenas uma curva suave. Este tipo de teclados ajudam a manter os braços numa posição adequada enquanto estás a digitar.

Os teclados ergonómicos possuem também ajustes para a manter as mãos e os pulsos bem posicionados, de modo a não exercer pressão excessiva nos mesmos. Se não estiveres habituado a trabalhar com um teclado ergonómico, é normal que te provoque alguma estranheza inicialmente, mas depois de te habituares vais notar menor cansaço e mais rapidez de digitação.

Se trabalhas com um computador portátil será boa ideia investir num rato e num teclado ergonómicos à parte.

Para além das lojas da especialidade, poderás encontrar boas ofertas na Amazon.

Detalhes para maior conforto

Tens o teu home office pronto para começares a trabalhar, no entanto, há detalhes que te podem ajudar a criar um espaço mais agradável e funcional:

Iluminação:

É importante ter luz natural, mas não deves ter uma janela logo à tua frente ou atrás, e esta deve estar protegida com cortinas, pois a luz excessiva criará cansaço visual. A iluminação artificial deverá ser neutra e posicionada de forma a não refletir no monitor.

Organização:

Procura manter a tua secretária livre de objetos que não necessitas e só servem para te distrair. Utiliza gavetas ou caixas e organizadores de cabos, para manteres o espaço clean.

Microfone e auscultadores:

Se tens muitas videochamadas, será importante investir num bom headset com cancelamento de ruído, para máxima concentração e boa qualidade de som.

Decoração:

Pode parecer-te dispensável, mas se pensares que passas oito horas por dia no teu home office, talvez percebas o quanto é importante que seja confortável e acolhedor. Um cubo de paredes brancas com uma secretária no meio não é nada apelativo. Faz uso da cor e coloca algumas peças decorativas, como plantas, um tapete ou um relógio de parede. Evita, contudo, cores muito fortes ou peças demasiado berrantes.

Conclusões: qualidade e ergonomia

Qualquer profissional, quando se sente bem, melhora o seu índice de produtividade, daí que, quando se trabalha a partir de casa, seja importante ter um bom home office. A ergonomia revela-se um dos fatores-chave para manter a saúde e o bem-estar e os equipamentos ergonómicos são, por isso, uma boa aposta.

A qualidade das ferramentas de trabalho é igualmente essencial para se ser produtivo e manter a motivação. Em certos casos, justifica-se um investimento maior pela performance e durabilidade do equipamento, que te permitirá executar o teu trabalho de forma eficaz e rápida.

Trabalhar num home office eficiente, ergonómico e confortável vai dar-te mais concentração e energia.

Partilhar este artigo

Faz a review da tua empresa

Partilha como é o teu (ex) empregador. É anónimo e leva 3 minutos!