Cartão refeição: os segredos que nunca lhe contaram

Saiba como tirar o melhor partido do seu cartão refeição com as nossas dicas. Ao contrário do que muita gente pensa, pode usá-lo em todo tipo de compras.

O cartão refeição é hoje em dia utilizado por muitas empresas como forma de pagar o subsídio de almoço.

Tem vantagens fiscais mas também o inconveniente de ficar com o dinheiro cativo, sendo que apenas o poderá usar em determinados estabelecimentos de restauração ou similares (está relacionado com o CAE - Classificação Portuguesa das Atividades Económicas).

No entanto, pode ter necessidade de gastar este dinheiro noutro tipo de bens, caso seja um jovem trabalhador que vive com os pais, ou esteja num agregado familiar em que todos recebem o subsídio de almoço por esta via.

 

Até aqui nada de novo. Aquilo que poderá não saber é que:

  • Tenha em atenção que o cartão refeição não é seu, é da empresa onde trabalha. Esta pode cancelá-lo, por exemplo, se entender que há motivo.

  • Se precisar da emissão de um novo cartão, estará sempre dependente da sua empresa. Dito de outra forma, não lhe adianta ligar para o banco caso tenha algum problema, porque a conta não é sua, e não o vão poder ajudar.

  • Caso tenha um elevado montante lá depositado e mude da empresa, pode ter problemas em resgatar, ou gastar, o dinheiro acumulado. Ou seja, nunca tenha muito dinheiro nesta conta.

  • Há diversas empresas que, aquando a saída do trabalhador, cancelam de imediato esse cartão, tal como fazem com o seguro de saúde. Depois pode ter sérios problemas em recuperar o acesso ao seu dinheiro. Simplificando, o dinheiro é seu, mas a conta aberta em determinado banco não é. É da empresa.

  • Há diversas formas legais de fazer uma espécie de "lavagem de dinheiro" com este cartão. Continente, Auchan ou Pingo Doce têm cartões pré-pagos disponíveis para venda. Ou seja, compra-o e carrega-o nas caixas dos supermercados através do cartão refeição.

  • Com o saldo transferido pode utilizá-lo nas lojas do grupo, com um CAE completamente diferente. Imagine, comprar um frigorífico ou fazer uma reserva de viagem. Tenha atenção que cada um destes cartões têm limites de carregamento e condições específicas de utilização.

  • Caso mude de empresa pode transferir o saldo remanescente do cartão refeição do antigo empregador para estes cartões presente. Deste modo evita ter dinheiro preso numa conta que não é sua e não se vê obrigado a gastá-lo no imediato.

Exemplos de cartões disponíveis no mercado:

  • Continente

  • Cartão Dá (Continente, Continente .pt, Worten, Worten Mobile, Zippy, MO, Sportzone, GeoStar, Well’s, Bom Bocado, Bagga, note!, supermercados Go Natural e Dr. Wells)

  • Auchan

  • Cartão Presente Jumbo (lojas Jumbo e Pão de Açúcar)

  • Cartão Presente Gasolineira​​ (gasolineiras Jumbo)

  • Pingo Doce

  • Cartão presente Pingo Doce (lojas Pingo Doce, Code, Spot e BemEstar)